segunda-feira, 12 de março de 2012

Entrevista para a WebMD


Avril Lavigne concedeu uma entrevista à revista WebMD. Na mesma, a canadense fala sobre seus hábitos saudáveis, sua música e seus esforços para ajudar pessoas com esclerose múltipla.
Confira a entrevista completa abaixo:

Avril Lavigne explodiu no mundo da música quando tinha apenas 17 anos. Criada na pequena cidade de Nepanee, Ontario, seu álbum de estreia, Let Go, lançado em 2002, ganhou disco de platina quatro vezes. Sua música mais popular, “Complicated”, se tornou single número um no mundo todo, tendo outros quatro singles do álbum lançados depois. Seu quarto e mais recente álbum, Goodbye Lullaby, lançado em março de 2011, fez sucesso nos charts nos Estados Unidos e no exterior. Além de sua carreira de grande sucesso como cantora e compositora, Lavigne, de 27 anos, já atuou em filmes e criou linhas de roupa e perfume. WebMD the Magazine recentemente perguntou a jovem estrela sobre seu trabalho para ajudar pessoas com esclerose múltipla, como ela se mantém em forma na estrada e o que a inspira a escrever uma música.

Março é o mês da consciência da esclerose múltipla, e o The Avril Lavigne Fundation fez parceria com o Race to Erase MS, a festa de gala anual para arrecadação de fundos organizada pelo The Nancy Davis Foundation for Multiple Sclerosis. O que você fará esse mês para ajudar a fazer uma diferença para aqueles que têm essa doença crônica auto-imune que afeta o sistema nervoso central?


Ajudar a sensibilização sobre a esclerose múltipla e continuar a conversar para educar as pessoas sobre esta doença é o mais importante.


O que inspirou você a se envolver? Você tem uma ligação pessoal?


Encontrar com a Nancy Davis e escutar sua história foi o que me envolveu. Eu estava tão comovida por sua determinação em ajudar a encontrar a cura para esclerose múltipla depois que ela foi diagnosticada com a doença em 1993, que eu realmente queria ajudar de qualquer maneira que eu podia.


O que você quer que as pessoas saibam sobre a esclerose múltipla?


A esclerose múltipla é uma doença que afeta toda a família, não apenas uma pessoa. Ela afeta duas vezes mais mulheres do que homens e não há cura. E também não é contagiosa! É uma doença aleatória, mas há alguma pesquisa que mostra que há um risco maior em algumas famílias.


Você esteve em turnê e trabalhou duro para promover seu mais recente álbum, Goodbye Lullaby. Como você se mantém em forma quando está na estrada?


Eu me mantenho ativa andando de patins, skate, snowboard e surfando – não é realmente malhar, mas uma ótima maneira de se manter em forma e se divertir com amigos e familiares.


Qual é o seu hábito mais saudável?


Eu gosto de fazer comidas vegetarianas.


E o menos saudável?


Pizza.


Você cozinha ou encomenda comida na maioria das noites?


Eu amo cozinhar, seja em casa fazendo saladas italianas ou criativas, ou na estrada fazendo o jantar para a banda. Eu fiz recentemente uma sopa de ervilha em turnê usando minha Crock-Pot!


Você tem uma filosofia pessoal de saúde?


Eu aproveito a vida, mas com moderação. Eu nunca iria criticar alguém por suas escolhas de saúde, mas eu escolho viver o mais saudável possível.


Qual a doença ou condição que você mais gostaria de ver erradicada em sua vida e por quê?


Câncer. Ele vem em tantas formas e tem uma taxa tão elevada de mortalidade. Só uma doença terrível que continua a causar tantas mortes.


Quando você se encontra pegando seu violão para compor uma nova música: você está feliz ou você está triste? Por quê?


A inspiração para as músicas pode vir de várias formas, seja em algo pelo que eu estou passando ou então pelas pessoas mais próximas de mim. Componho músicas o tempo todo e realmente não tenho um padrão; apenas componho quando o momento me atinge.


Quando se trata em ser criativo, você é uma pessoa da manhã ou da noite?


Como a maioria dos músicos, sou muito mais uma pessoa da noite. Especialmente quando estou na estrada, depois de um show, costumo ficar acordada por horas, apenas emocionada pela multidão.


Que tipo de música você escuta quando malha? Você pode nos dar um sneak peek da sua playlist?


Eu costumo ouvir uma grande variedade de música, dependendo do meu humor. Às vezes, gosto de jazz. Outras vezes é Coldplay ou Sinatra. Eu escuto muitas músicas do Rat Pack.

Um comentário:

Bianca Lavigniana disse...

Quem é que tem esclerose múltipla?